teses_e_dissertacoes_sobre_dengue.png

 

Em publicação no Diário Oficial desta segunda-feira, 5/2, o prefeito do Rio de Janeiro, Eduardo Paes, decretou estado de emergência na saúde pública por conta da epidemia de dengue que atinge a cidade. De acordo com os dados do painel do Observatório Epidemiológico da prefeitura carioca, 11.202 casos já foram registrados em 2024.

 

O vírus transmitido por picadas do mosquito Aedes aegypti é um tema já abordado em trabalhos acadêmicos produzidos pela Universidade Federal do Rio de Janeiro. A fim de contribuir na disseminação das pesquisas já realizadas, fizemos um levantamento de teses e dissertações defendidas nos últimos anos na UFRJ que têm como tema central a Dengue. Os trabalhos estão disponíveis para acesso e podem ser pesquisados através da base minerva:

 

ALTERAÇÕES METABÓLICAS INDUZIDAS PELA PROTEÍNA NS3 DO VÍRUS DA DENGUE/Sousa, Bruna Guedes de

 

Caracterização da atividade antiviral de pró-nucleotídeos inibidores da polimerase viral e antagonistas de eIF4E contra os vírus Zika, dengue e SARS-CoV- 2 e o redirecionamento do Efavirenz para o tratamento da infecção por SARS-CoV-2 /Souza, Marcos Romário Matos de

 

Caracterização estrutural e funcional da enzima DNA Topoisomerase II no mosquito Aedes aegypti /Santos, Daniele das Graças dos

 

Disfunção mitocondrial e produção de ROS induzidos pelo vírus da dengue em células endoteliais afetam a replicação viral, viabilidade celular e permeabilidade do endotélio/Meuren, Lana Monteiro

 

Estudo do papel da proteína tirosina fosfatase (PTP) lar no período previtelogênico do mosquito Aedes aegypti /Daumas Filho, Carlos Renato de Oliveira

 

Influência de interfaces negativamente carregadas e modificações pós-traducionais na montagem do nucleocapsídeo do vírus dengue /Antunes, Nathane Cunha Mebus

 

Monitoramento entomovirológico do dengue e outros arbovírus, a partir de dados primários e secundários, no Estado do Rio de Janeiro, no período de 2010 a 2016 /Ribeiro, Mário Sérgio

 

Produções escolares de combate ao Aedes aegypti no YouTube : incursões em um arquivo racial curricular /Marçal, Jorge Felipe.

 

Reflexos da fisiologia intestinal e imunometabolismo na competência vetorial do mosquito Aedes aegypti /Cunha, Octávio Augusto Talyuli da

 

Usando estados invisíveis para a determinação das propriedades estruturais da proteína nucleocapsídica do vírus Dengue sorotipo 2 ligada a ácido nucleico /Araújo, Gabriela Rocha de

 

 

Denise_Carvalho_ex-reitora_da_UFRJ_assume_presidencia_da_Capes.jpg

 

No dia 31 de janeiro de 2024, o Ministério da Educação informou que Denise Pires de Carvalho, secretária de Educação Superior do MEC, assumirá a presidência da Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior (Capes).

 

Denise Pires de carvalho foi reitora da Universidade Federal do Rio de Janeiro (UFRJ) de 2019 a 2023. Além disso ela é Professora titular do Instituto de Biofísica Carlos Chagas Filho, da Universidade Federal do Rio de Janeiro (UFRJ),é livre docente em Fisiologia e Biofísica pela Universidade de São Paulo (USP) e pesquisadora 1A do Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico (CNPq). Médica pela UFRJ em 1987 (diploma cum laude), mestre em Ciências Biológicas – Biofísica (1989) e doutora em Ciências (1994) pelo Instituto de Biofísica Carlos Chagas Filho. 

 

Atualmente ela também é membro Titular da Academia Brasileira de Ciências e da Academia de Medicina do Rio de Janeiro (AMRJ) e representante da América Latina no Steering Committee da Talloires Network of Engaged Universities.

 

Para conhecer mais sobre a trajetória acadêmica e profssional da nova presidente da Capes, acesse o currículo lattes.

 

 

 

racismo_ambiental.png

 

No início de 2024 aconteceu mais uma tragédia causada pelas chuvas na zona norte da região metropolitana do Rio de Janeiro. O fato atingiu em sua maioria as comunidades negras e populações mais vulneráveis, e colocou em destaque o debate sobre o tema racismo ambiental.

 

Para que a sociedade conheça e discuta sobre racismo ambiental, conceito já abordado nos meios acadêmicos, fizemos o levantamento de algumas obras que fazem parte dos acervos das bibliotecas da UFRJ e que estão disponíveis para pesquisa e acesso através da base minerva:

 

Anais do Seminário Brasileiro contra o Racismo Ambiental (1. : 2001 : Niterói, RJ) (biblioteca IPPUR e IESC)

 

A floresta sagrada da Tijuca : estudo de caso de conflito envolvendo uso público religioso de Parque Nacional /Costa, Lara Moutinho da

 

Coisas negras no quarto de despejo : saneando subjetividades, corpos e espaços /Jesus, Victor de.

 

Conflitos urbanos no Rio de Janeiro : a resistência à remoção da Comunidade do Horto /Lins, Mariana do Carmo

 

Gênero, maternidade e zika : experiências de mulheres que tiverem seus filhos com a síndrome congênita do zika e o cuidado prestado pelos profissionais que participam do atendimento a seus filhos/ Dias, Fernanda Monteiro.

 

Justiça pelas águas : enfrentamento ao racismo ambiental (biblioteca IPPUR)

 

Na maré e na luta : Mulheres negras, marisqueiras e quilombolas da Ilha de Maré (BA) em defesa de seus corpos-território em uma zona de sacrifício do petróleo /Rodin, Patrícia

 

Percepções sobre racismo ambiental e direito à cidade no bairro de São Pedro, Teresópolis, RJ : injustiça ambiental com recorte racial na favela /Coelho, Jéssica Alves

 

Sobre processos de mediação de conflitos : o caso da Restinga da Marambaia /Souza, Juliana Santos de.

 

 

 

Metas_para_2024.png

 

Ano novo, metas novas para ter um ano melhor! Vamos colocar em prática as metas para 2024?

 

Conhecer as bibliotecas da UFRJ

A UFRJ tem 43 bibliotecas com diferentes estruturas, arquiteturas e acervos diversos. Quem faz parte da universidade pode frequentar todas as bibliotecas e pegar livros emprestados em todas elas. Aproveite!

 

Participar dos treinamentos nas bases de dados

Ao longo do ano o SiBI e as bibliotecas promovem diversos tipos de treinamentos em vários recursos de pesquisa. E tudo isso de graça! 

 

Ouvir podcasts sobre a área do conhecimento que estuda

Aproveite o tempo livre, no trajeto entre caso e faculdade para ouvir conteúdos atualizados com cientistas renomados sobre seu tema de pesquisa!

 

Aprender um novo idioma 

O CLAC é um projeto de extensão da Faculdade de Letras da UFRJ e tem como objetivo promover cursos de línguas para a comunidade. São mais de oferecidos mais de 20 cursos. Para se inscrever, entre no site, acompanhe nas mídias sociais ou entre em contato através : O endereço de e-mail address está sendo protegido de spambots. Você precisa ativar o JavaScript enabled para vê-lo.

 

Usar o Portal de Periódicos da Capes

O Portal de Periódicos da Capes é uma biblioteca virtual que reúne e disponibiliza a instituições de ensino e pesquisa no Brasil o melhor da produção científica internacional. Através do Portal, a comunidade UFRJ tem acesso a  um acervo de 39 mil periódicos com texto completo e 396 bases de dados de conteúdos diversos.

 

Usar mais os serviços das bibliotecas

As bibliotecas oferecem os mais variados tipos de serviço, empréstimo de livro, orientação na normalização de trabalhos acadêmicos, treinamentos em grupos e individualizados, apoio nas pesquisas, emissão de nada consta,entre outros. Precisou de ajuda nas pesquisas? Procure a equipe da biblioteca!

 

Renovar o livro na base minerva e não atrasar nas entregas

Através do cadastro na base minerva é possível renovar de forma simples seus empréstimos e assim fugir dos atrasos. Além de renovar também é possível reservar um livro que esteja emprestado com alguém.

 

Ler 1 livro por mês

Que tal sair um pouco das mídias sociais e investir seu tempo no mundo dos livros? Nas bibliotecas da UFRJ, além de livros especializados nas áreas do conhecimento, há uma gama de livros de ficção, biografias, de poesia e romances que podem ser emprestados. 

 

Seguir o SiBI/UFRJ e as bibliotecas nas mídias sociais

O SiBI tá ON no instagram, facebook, X e youtube. Tanto aqui como nas outras mídias é possível acompanhar todas as novidades divulgadas pela nossa equipe e também nos perfis das bibliotecas.

 

Priorizar a saúde mental

A Pró-Reitoria de Políticas Estudantis (PR7) elaborou o Manual da Saúde Mental: um guia para o estudante onde é possível encontrar a Rede de Apoio que você precisa na UFRJ. Além disso, A DIVISÃO DE PSICOLOGIA APLICADA do Instituto de Psicologia oferece Atendimento psicológico  à comunidade interna e externa. Para mais informações, entre no site do Instituto ou pelo e-mail: O endereço de e-mail address está sendo protegido de spambots. Você precisa ativar o JavaScript enabled para vê-lo.

 

A equipe da coordenação do SiBI deseja a todos um Natal e um 2024 repleto de harmonia, saúde, felicidade e amor. 

 

23_cartao_de_natal.png

UFRJ Sibi - UFRJ
Desenvolvido por: TIC/UFRJ